O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, demitiu o militar Angelo Denicoli do cargo de diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS. A informação é do jornalista Lauro Jardim.

Denicoli foi nomeado para o cargo pelo ex-ministro Eduardo Pazuello. Ele já foi alvo de controvérsias ao publicar informações falsas sobre a hidroxicloroquina em redes sociais.

“O CEO da Novartis anunciou que já tem em mãos os resultados de pesquisas que comprovam que a hidroxicloroquina mata o vírus. Tanto que a empresa vai doar 130 milhões de doses”, dizia em conteúdo compartilhado.

O militar também compartilhou ofensas a ministros do STF, governadores e deputados. Uma das publicações  diz que o governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), iria colocar presos para vigiar se as pessoas estariam obedecendo medidas autoritárias.

  • Fonte: Agência Brasil / Wscom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *