Advogados de Fabiano Gomes negam suposto surto psicótico sofrido pelo comunicador

Os advogados do radialista Fabiano Gomes emitiram uma nota na tarde desta quinta-feira, 12, para descartar especulações surgidas na imprensa a respeito de um suposto surto psicótico sofrido pelo comunicador ao chegar ao Presídio do Róger, para onde foi encaminhado depois de passar por audiência de custódia no Tribunal de Justiça da Paraíba. Segundo os advogados, o apresentador apenas teria solicitado sua medicação. Outro trecho da nota garante que até o fim das investigações da Operação Calvário, Fabiano não concederá entrevistas.

Criativo: 728X90 728x90 Data de Veiculação: 13/05/2020 - 30/05/2020 */ var space = space || {}; space.runs = space.runs || []; space.runs.push(function () { space.ad('eyJjciI6NjIyNzEsImNhIjo0MTIzLCJwbCI6NDg2Mzl9').setSize(728, 90).setMacro('').fire(); });

Fabiano está em uma cela do Presídio do Róger no Pavilhão reservado aos acusados de violência doméstica.

Confira a íntegra do texto:

A banca de advogados responsáveis pela defesa do comunicador Fabiano Gomes esclarece que são Fake News as notícias que dão conta sobre um possível ‘surto psicótico’ na tarde de ontem, pois o que houve foi apenas uma solicitação dele por seus medicamentos de uso controlado, prontamente atendida pela direção do presídio Flóscolo da Nóbrega. Acrescenta ainda que o comunicador está bem, recebeu com respeito e acatamento a decisão do Exmo. Des. Ricardo Vital, embora surpreso porque até então não era investigado ou sequer foi ouvido pelo Gaeco ou pela Polícia Federal sobre os fatos que ensejaram a sua prisão de natureza temporária, cujo prazo de cinco (5) dias encerra-se neste sábado (14). Fabiano Gomes ainda anunciou à sua assessoria que só se comunicará sobre o caso através dos seus advogados, e que até o final deste processo ele não participará mais de nenhuma programação jornalística, nem vai emitir opinião à imprensa sobre as operações policiais em curso, ratificando apenas que esteve e sempre estará à disposição da justiça para colaborar com todos os atos da investigação e esclarecer os fatos com a verdade.

Diego Cazé Alves de Oliveira
Gustavo Botto Barros Felix

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese