Por decisão da desembargadora Suimei Meira Cavalieri, da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), as investigações sobre rachadinha no gabinete do então deputado estadual e hoje senador Flávio Bolsonaro (RJ) estão suspensas até que o colegiado julgue o assunto. A informação é do jornal O Globo.

Criativo: 728X90 728x90 Data de Veiculação: 13/05/2020 - 30/05/2020 */ var space = space || {}; space.runs = space.runs || []; space.runs.push(function () { space.ad('eyJjciI6NjIyNzEsImNhIjo0MTIzLCJwbCI6NDg2Mzl9').setSize(728, 90).setMacro('').fire(); });

A desembargadora atendeu ao pedido da defesa de Flávio Bolsonaro, que argumentou que ilegalidade no fato de a investigação ter tramitado em primeira instância, pois segundo os advogados o filho de Jair Bolsonaro tinha que ser investigado pela segunda instância do Ministério Público estadual, sob supervisão de um desembargador do TJ.

Com isso, o MP do Rio não poderá concluir as investigações contra Flavio Bolsonaro nem apresentar denúncia contra ele.