Portal de notícias Paladino da Verdade - Notícias do Brasil e do Mundo

banner sem rabo preso
Início » Destaque » Paraíba não adere a programa de criação de escolas cívico-militares do Governo Federal

Paraíba não adere a programa de criação de escolas cívico-militares do Governo Federal

O Estado da Paraíba não aderiu ao programa de incentivo a criação de escolas cívico-militar, criado pelo Governo Federal. De acordo com balanço divulgado nesta terça-feira (1º) pelo Ministério da Educação (MEC), quinze estados aderiram ao programa, e em três regiões do país a adesão foi total. Centro-oeste, Norte e Sul; além de Ceará e Minas Gerais optaram pelo modelo.

A partir de sexta-feira (4), o governo disponibilizará um novo período de adesão, que vai até o dia 11, voltado para os municípios. A prefeitura de Campina Grande já demonstrou interesse no programa.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que municípios dos estados que não aderiam não estão excluídos do programa. Ele explicou ainda que nessa primeira etapa, os quinze estados que integram o modelo terão pelo duas escolas cívico-militares cada.

“A gente estava prevendo duas escolas por Estado. Como tiveram 11 Estados que não aderiram. Então tem espaço para a gente deslocar escolas eventualmente desses Estados que não aderiram para Estados que aderiram”, explicou Weintraub.

A adesão ao modelo é voluntária. Estados e municípios terão de fazer uma consulta pública à comunidade escolar, que precisa aceitar a mudança. Segundo o MEC, terão preferência as escolas que tenham estudantes em situação de vulnerabilidade social e Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) abaixo da média do estado.