Portal de notícias Paladino da Verdade - Notícias do Brasil e do Mundo

banner sem rabo preso
Início » Destaque » Vereador questiona sobre como agir em relação às emendas impositivas para LOA 2020

Vereador questiona sobre como agir em relação às emendas impositivas para LOA 2020

Leo Bezerra (PSB) cobrou audiência com o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PV), para tratar sobre as emendas à peça orçamentária para o próximo ano

O vereador Leo Bezerra (PSB) questionou sobre como os vereadores devem agir a respeito das emendas impositivas à Lei Orçamentária Anual (LOA), para o exercício financeiro de 2020. O parlamentar foi o terceiro a se pronunciar na tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), durante a sessão ordinária desta quarta-feira (16).

Ao cobrar, mais uma vez, uma audiência com o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PV), Leo Bezerra indagou sobre as emendas impositivas à lei orçamentária do próximo ano. “Como vão ficar as emendas? Vamos votar mais uma vez a LOA, vamos encaminhar mais uma vez as emendas. Fico a me perguntar: como encaminhar emendas novas, se as antigas não foram cumpridas?”, questionou.

Para Leo Bezerra, o prefeito induz os vereadores da situação ao erro quando afirma que cumpriu algumas das emendas impositivas. “Vejo vereadores comemorando emendas efetivadas no bairro A, B ou C, mas pergunto: cadê a rubrica? Se não tem, não há liberação do recurso através de emenda impositiva”, explicou, acrescentando que há emendas para os hospitais Napoleão Laureano e Santa Izabel que não foram cumpridas.

“Vou continuar cobrando, pedindo e tentando o diálogo. O vereador tem direito de fiscalizar, legislar e de encaminhar emendas impositivas. Quero saber o que ele [prefeito] está fazendo com o recurso das emendas. Elas vão ser efetivadas ou não? O povo quer saber e os vereadores também”, enfatizou Leo Bezerra.

Em aparte, o líder da bancada da situação na Casa, vereador Milanez Neto (PTB), afirmou que o assunto já não está mais na esfera do Executivo Municipal, nem do Legislativo Pessoense. “As emendas impositivas saíram da nossa seara de discussão política. Saíram do âmbito do Executivo e do Legislativo, no momento em que o assunto foi judicializado. Lamento que o Parlamento tenha pego o projeto e entregue a discussão para o âmbito da Justiça”, declarou.

Leo Bezerra respondeu ao aparte do líder da situação. “Não fui eu que judicializei, mas, quantas vezes Vossa Excelência me viu subir a esta tribuna para pedir audiência com o prefeito sobre as emendas impositiva? A judicialização aconteceu dois anos depois. De quem é a morosidade?”, questionou.