Portal de notícias Paladino da Verdade - Notícias do Brasil e do Mundo

Início » Notícias » Postos itinerantes de vacinação antirrábica visitam bairros com maior concentração de cães e gatos

Postos itinerantes de vacinação antirrábica visitam bairros com maior concentração de cães e gatos

foto Ivomar Gomes Pereira 20 1 300x218 - Postos itinerantes de vacinação antirrábica visitam bairros com maior concentração de cães e gatosOs postos itinerantes da Campanha de Vacinação Antirrábica seguem visitando as localidades de João Pessoa com maior concentração de cães e gatos. A campanha teve início na última segunda-feira (27) e segue até o dia 22 de setembro, quando será realizado o Dia D, com 200 postos de imunização distribuídos pela cidade. Devem ser vacinados cães e gatos a partir dos três meses de vida.

Nesta quinta-feira (30), os profissionais do Centro de Vigilância Ambiental de Zoonoses (Cvaz) do município estarão vacinando os animais em postos instalados nos seguintes locais: Associação de Moradores da Comunidade Laranjeiras (José Américo); Petshop Planeta (Mangabeira); e em frente às Unidades de Saúde da Família (USF) Cuiá, Valentina Integrada, Ipiranga (Planalto da Boa Esperança) e Rosa de Fátima (Paratibe).

Já na sexta-feira (31), os locais visitados serão: Escola Municipal Anayde Beiriz (Bairro das Indústrias), USF Jardim Veneza e Associação de Moradores da Comunidade Ricardo Brindeiro (Alto do Mateus). O atendimento nos postos itinerantes acontece no período das 8h às 12h.

A meta da campanha é imunizar 80% da população de canina da Capital, atualmente estimada em aproximadamente 80 mil cães, devendo ser vacinados mais de 60 mil. Para os gatos, o Ministério da Saúde não estabelece uma meta de imunização, mas a Vigilância Ambiental do município pretende imunizar cerca de 15 mil felinos.

Durante a campanha, a população poderá levar seus cães e gatos para serem vacinados também no Centro de Zoonoses O horário para vacinação no Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses é das 8h às 17h. O Cvaz fica localizado na Avenida Walfredo Macêdo Brandão, nº 100, Jardim Cidade Universitária.

O gerente de Vigilância Ambiental e Zoonoses, Nilton Guedes, explica que o proprietário deve levar o cartão de imunização do animal, mas aqueles que não tiverem o cartão também receberão o comprovante de vacinação. “Caso seja a primeira vez em o que o animal será vacinado, o proprietário deve ficar em alerta para a segunda dose, que deve ser realizada após 30 dias”, disse.

Raiva animal – A raiva animal é uma doença causada por um vírus. Ela ataca diversos animais, e também o homem. Quase 100% das pessoas que adquirem a doença chegam ao óbito. O cão, o gato e o morcego são os principais transmissores da raiva em áreas urbanas.