O Tribunal Regional Eleitoral cassou os mandatos do prefeito João Idalino e do vice-prefeito Demétrio Ferreira. A decisão foi tomada em sessão remota da Corte, segunda-feira (20). Foram determinadas novas eleições no município.

Foram quatro votos favoráveis dos membros do TRE-PB pela cassação de João Idalino e Demétrio Ferreira e três votos contrários. Eles foram alvos de Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) acusados de conduta vedada a agente público, abuso de poder político e econômico, e captação ilícita de votos.

Criativo: 728X90 728x90 Data de Veiculação: 13/05/2020 - 30/05/2020 */ var space = space || {}; space.runs = space.runs || []; space.runs.push(function () { space.ad('eyJjciI6NjIyNzEsImNhIjo0MTIzLCJwbCI6NDg2Mzl9').setSize(728, 90).setMacro('').fire(); });

O TRE-PB também tornou inelegível o ex-prefeito de Dona Inês, Antônio Justino. Ele foi apontado por agir junto com a ex-secretária, Sofia Ulisses, usando a máquina pública para influenciar na eleição de João Idalino e Demétrio Ferreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *