As duas denúncias protocolizadas pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) em decorrência das novas fases da Operação Calvário, denominada ‘A Origem’, atingem o  ex-governador Ricardo Coutinho e mais 30 pessoas.

Ricardo não foi al de mandados hoje. A Operação cumpriu 28 buscas e apreensões e 3 prisões, contra Coriolano Coutinho (que já estava detido), Edvaldo Rosas e Pietro Harley.

Além de Ricardo, a primeira denúncia atinge Coriolano Coutinho; o ex-procurador geral do Estado Gilberto Carneiro; a ex-prefeita do Conde Márcia Lucena; a ex-secretária de Administração Livânia Farias; o ex-secretário executivo do Turismo Ivan Burity; Leandro Nunes; o ex-presidente estadual do PSB Edvaldo Rosas; Maria Laura; Aparecida de Fátima Uchôa Rangel; Vladimir Neiva; Jadson Alexandre; Marcos Aurélio Paiva; Raul Maia; Pietro Harley; e o ex-secretário de Saúde Waldson  Souza.

A segunda denúncia é contra Coriolano Coutinho; Pietro Harley; Camila Gabriella; Ednazete Raulino; Josefa Dias Barros; José Wamberto de Lima Barros; Patrício Farias Leite; Patrício Freires de Lima; Geruza Benedita de Carvalho; Luiz de Sousa Júnior; Ivo Peron Rocha; Carlos Antônio Rangel Júnior; Kallina Lígia Palitot; Maria Lídia Rezende; Givanilda Nicolau Diniz; Gilberto Cruz de Araújo e Givago Correia Barbosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.